São Paulo, 24 de julho de 2014

Poá ganhará Centro Municipal de Controle de Zoonose

Defensores de uma política pública eficaz no controle populacional de cães e gatos em Poá, os vereadores Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB), Mário Massayoshi Kawashima, o Mário Sumirê (DEM), e Lauriston Roberto Ferreira Barros (PV) aprovaram a área que o Poder Executivo pretende destinar para a construção de um Centro Municipal de Controle de Zoonose. A convite do prefeito Francisco Pereira de Souza, o Testinha (PDT), os três parlamentares fizeram, na manhã de sábado (19 de fevereiro), uma primeira vistoria no terreno, localizado na estrada do Cambirí e que tem pouco mais de 4 mil metros quadrados.

Além de Jeruza, Sumirê e Lauriston, representantes das Organizações Não-Governamentais (ONGs) Adote Já e Cão sem Dono e da Prefeitura de Poá participaram da inspeção, que aconteceu por volta das 10 horas de sábado (19 de fevereiro). Para os três vereadores, que não de hoje reivindicam melhorias com o trato animal na cidade, a construção de um Centro Municipal de Controle de Zoonose será de extrema importância para o município.
O local, segundo planos da administração municipal, vai abrigar uma estrutura adequada ao desenvolvimento de políticas públicas eficazes no controle populacional de animais na cidade. Com a unidade, será possível trabalhar no recolhimento provisório de cães e gatos abandonados, os retirando das ruas, para, em seguida, castrá-los, vermifugá-los, vaciná-los e, por fim, os destinar para adoção.

Numa reunião que teve com Jeruza, Sumirê e Lauriston na tarde de 15 de fevereiro, Testinha deixou clara a sua intenção em contribuir de forma incisiva para a diminuição de animais pelas ruas da cidade. Na oportunidade, o chefe do Executivo poaense assegurou, inclusive, que vai trabalhar para garantir um programa eficaz de castração em Poá, por meio da celebração de um convênio com clínicas veterinárias da cidade e ONGs que atuam no segmento – solicitação antiga de Jeruza.

Vice-presidente da Câmara de Poá, a petebista vê com bons olhos as providências do Executivo sobre a zoonose em Poá e diz que as recebe como resposta às inúmeras solicitações feitas por ela, bem como por outros vereadores quanto ao assunto:

“Nós, parlamentares, temos o objetivo de fiscalizar, de sugerir, de contribuir com o Executivo na tomada de ações, mas não temos como realizar. Há pouco mais de um ano, tanto eu, quanto o Lauriston e o Mário (Sumirê) temos apoiado o trabalho desenvolvido pela Adote Já, na intenção de diminuir o sofrimento de cães e gatos abandonados. Muitos já são retirados das ruas, recebem cuidados e, depois, são colocados para adoção. Mas este trabalho precisa ser ampliado, o que será possível com um Centro Municipal de Zoonose”.